quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Prolapso Vaginal "Bola na Vagina"

Mais de 30 milhões de mulheres nos EUA sofrem de sintomas de relaxamento vaginal e incontinência urinária.
 
Muitas mulheres tem dificuldade de controle da bexiga e apresentam perda involuntária de urina, assim como problemas de passagem involuntária de flatos ou gás, e outros sintomas intestinais e anais. Tais sintomas podem ocorrer separadamente ou em conjunto. Podem ser o resultado de partos, envelhecimento, fatores próprios individuais de cada mulher, ou uma combinação de fatores. Quando agrupados, tais problemas se enquadram dentro de um grupo de problemas que se refere como Relaxamento Pélvico.

Muitas mulheres sofrem desnecessariamente de condições relacionadas ao relaxamento pélvico, assim como incontinência urinária e relaxamento da musculatura vaginal com diminuição da gratificação sexual. Trata-se de condições "silenciosas", as quais as mulheres não dizem às amigas, ao marido ou ao profissional Ginecologista, a não ser que as mulheres sejam questionadas...muitas vezes mais de uma ou duas vezes por um profissional Ginecologista. Tais assuntos são considerados "tabus", “indignos” e as muitas mulheres acostumam-se a viver com tais condições consideradas "normais".

Vamos agora explicar sucintamente as formas de relaxamento pélvico mais comuns, suas causas, sintomas e tratamento. 

Os órgãos pélvicos incluem a vagina, o útero, a bexiga e o reto. Esses órgãos são suportados em sua posição normal por músculos, ligamentos e fibras de tecido conectivo ou fáscia. Quando um ou mais desses órgãos ficam danificados ou alterados, por razões diversas, um ou mais órgãos pélvicos podem ficar frouxos e causar um abaulamento vaginal.

Durante o parto vaginal, com a passagem do bebê pelo canal de parto, tais órgãos pélvicos podem apresentar-se frouxos posteriormente e, com o decorrer do tempo, um defeito anatômico pélvico pode resultar, com abaulamento(s) e relaxamento vaginal. 

Deve-se salientar que esse enfraquecimento dos músculos e do suporte pélvico pode ocorrer em mulheres que nunca tiveram um parto vaginal. Isto pode ser devido principalmente às seguintes causas:
  • relaxamento próprio do suporte pélvico
  • aumento crônico da pressão intra-abdominal, tipo tosse crônica
  • obesidade

Cistocele | Rectocele | Enterocele | Uretrocele | Prolapso uterino

Os sintomas decorrentes do relaxamento pélvico vão depender do órgão afetado. Geralmente, existe uma sensação vaginal de peso ou pressão, ao exercer esforços ou em repouso nos casos mais severos. Pode ocorrer perda involuntária de urina aos esforços, tipo andar rápido, correr, espirrar ou tossir, ou mesmo durante o ato sexual. Em casos mais avançados, uma " bola" pode ser sentida na abertura da vagina. Conforme o órgão afetado, pode-se ter as seguintes condições:
  • uretrocele
  • cistocele
  • retocele
  • enterocele
  • prolapso uterino
  • condições mistas, como cistocele com retocele, por exemplo
Cistocele ocorre quando bexiga cai ou desce abaixo de sua posição normal, também chamada de "bexiga caida". A Cistocele pode ser pequena, média ou grande, com sintomas variados, sendo os sintomas mais comuns (1) a perda involuntária de urina aos esforços ( incontinência de urina aos esforços), tipo andar rápido, corre, tossir, espirrar e durante o ato sexual também é relativamente comum, (2) infecções, (3) dificuldade de esvaziar a bexiga e (4) bexiga irritável.
Normal                                              Prolapso Uterino

Uretrocele geralmente ocorre junto com a Cistocele. Está associada com a perda de suporte oferecida pelos tecidos e ligamentos pélvicos, e também pode estar associada com incontinência urinária.

Retocele ocorre quando o reto abaula a parede de baixo da vagina causando um efeito de massa e pressão dentro do canal da vagina. Mais frequentemente, resulta da fraqueza dos músculos e tecidos vaginais, e pode ser adquirida naturalmente ou pode ser decorrente de partos vaginais ou complicações de parto, entre outras causas. Em casos avançados, pode afetar a defecação normal.

Enterocele é uma retocele mais alta e maior dentro do canal vaginal devido a um abaulamento causado pelo intestino contra a parede vaginal alta. Causa um efeito de "bola" dentro da vagina e pressão vaginal, e pode estar associada ao prolapso da vagina.

Prolapso uterino é quando o útero cai ou sai de sua posição normal, causando sintomas de pressão ou peso vaginal com a sensação que o útero está saindo para fora dos limites da vagina. Os sintomas variam conforme o grau do prolapso, de mínimos ou nulos até sintomas mais severos e perturbantes da atividade normal da mulher.

O diagnóstico das condições acima é feito através da conversa da paciente com o profissional de saúde, ou história médica, exame físico e estudos auxiliares, tipo exames de urina, urodinâmica, endoscopia e outros. O tratamento mais indicado em fases iniciais é o exercício de kegel e quando avançado cirúrgico. 

Retirado:  Instituto de Rejuvenescimento Vaginal a Laser de São Paulo e Laser Ginecologia

2 comentários:

  1. fis cirurgia de retocele e fiquei com um problema sério para ter relacão sexsual .

    ResponderExcluir
  2. Eu tou com uns desses sintomas,tou com dificuldade para defecar e sinto uma bola na vagina e muita dor no pé da barriga, sera que vou precisar de cirurgia,à mais eu só tenho 22 anos e só tive um parto e foi cesariana como pode isso acontecer?

    ResponderExcluir